Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Em noite de Mahrez e Foden, City atropela Burnley e adia outra vez título do Liverpool

(Foto: Reprodução)


Mais uma vez, o Manchester City goleou com a impressão de que não precisou pisar no acelerador. Depois do Arsenal, a segunda vítima no retorno do Campeonato Inglês foi o Burnley, atropelado por 5 a 0, nesta segunda-feira, em Manchester, no jogo que encerrou a 30ª rodada. Mahrez e Foden brilharam com dois gols cada, enquanto David Silva completou para os Citizens, contentes em ao menos adiar a possibilidade de título do Liverpool na quarta-feira. Agora, na melhor das hipóteses, só na quinta.

Restam oito rodadas (24 pontos em disputa), e a vantagem do Liverpool é de 20 pontos. Ou seja: precisa fazer mais cinco até o fim para não depender de seu concorrente. Para ser campeão na 31ª rodada, no entanto, terá de vencer o Crystal Palace na quarta-feira, em Anfield, e torcer para o City empatar ou perder para o Chelsea no dia seguinte, no Stamford Bridge. Veja aqui a tabela atualizada.

O número de finalizações no jogo (19 a 1) ilustra o massacre. Mesmo rodando o elenco, Guardiola viu o seu time ser superior em todo o momento. Construiu a vitória no primeiro tempo, com gols de Foden aos 22 (chute de fora da área), e Mahrez aos 43 (jogada individual após lançamento de Fernandinho) e aos 48, em pênalti sofrido por Agüero. Na etapa final, David Silva, aos seis, e Foden, aos 18, fecharam a conta com extrema naturalidade. Ederson não passou de mero espectador.

Agüero precisou ser substituído no fim do primeiro tempo logo após sofrer pênalti de Mee, retificado pelo VAR após a arbitragem não ver o toque do zagueiro do Burnley. O atacante argentino caiu no gramado com a mão atrás do joelho esquerdo. Gabriel Jesus entrou em seu lugar. O City terá uma sequência de jogos entre meio e fim de semana por aproximadamente mais um mês.

Antes de a bola rolar, um avião sobrevoou o estádio com a mensagem "Vidas brancas importam" e o nome do Burnley. O clube subiu o tom na resposta: "Os responsáveis ​​não são bem-vindos no nosso estádio". Leia aqui.

O jogo marcou o retorno de Sané aos gramados vestindo a camisa do Manchester City. O atacante alemão entrou aos 34 minutos do segundo tempo e estava ausente desde agosto, quando sofreu grave lesão no joelho. Será a sua reta final no clube depois de recusar a renovação de contrato - o Bayern é o destino provável.

Globo Esporte

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré