Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Em noite trágica de David Luiz, Manchester City passa fácil pelo Arsenal

(Foto: Reprodução)


O Manchester City derrotou o Arsenal por 3 a 0, nesta quarta-feira, na volta do Campeonato Inglês, com enorme contribuição de David Luiz. O zagueiro brasileiro, que só jogou porque o titular Pablo Marí se lesionou, tornou-se o vilão da noite para os Gunners ao falhar no primeiro gol, cometer o pênalti do segundo e ser expulso na sequência. Sterling, De Bruyne e Foden marcaram para os donos da casa, que venceram a partida adiada pela 28ª rodada e, desta maneira, adiaram a confirmação de título do Liverpool.

O curioso é que David Luiz não deveria estar em campo em condições normais. Mas o Arsenal sofreu com problemas físicos no primeiro tempo – primeiro, aos oito minutos, perdeu o volante Xhaka; depois, aos 24, saiu Pablo Marí. David entrou no lugar do espanhol e teve um dia para esquecer. Nos acréscimos da etapa inicial, De Bruyne cruzou da intermediária, ele calculou errado o tempo da bola, errou o domínio/corte, e viu Sterling marcar. Aos quatro minutos do segundo, deixou Mahrez tomar a sua frente e, quando estava atrás, o puxou. Pênalti e cartão vermelho direto por não disputar a bola. Ali já era praticamente impossível para os Gunners reagirem. Veja o que ele falou depois do jogo.

Que o Liverpool será campeão eu acho que todos concordam, certo? Mas não será no domingo. Com a vitória do Manchester City, os Reds seguem precisando de seis pontos para não dependerem de qualquer tropeço do rival. A diferença atual está em 22 pontos com nove rodadas por fazer (27 pontos em disputa).

O City realmente não foi exigido a dar o seu melhor e saiu com a impressão de que poderia ter aplicado goleada maior se tivesse acelerado o ritmo. Depois de martelar Leno com algumas oportunidades, abriu o placar nos acréscimos do primeiro tempo, com Sterling, completamente livre na área após falha de David Luiz. De Bruyne, que merecia ter alguma assistência, fez o segundo, em cobrança de pênalti (David Luiz fez a falta em Mahrez). Foden completou já no finzinho, com o Arsenal totalmente entregue, num lindo contra-ataque. As estatísticas talvez ajudem a explicar o abismo: 20 a 3 em finalizações para o City.

Pep Guardiola reencontrou pela primeira vez o seu antigo auxiliar Mikel Arteta, hoje técnico do Arsenal. Arteta fez o seu time melhorar, mas a distância para o City ainda é bastante considerável - até mesmo antes da expulsão de David Luiz os Citizens pressionavam e faziam do goleiro Leno o melhor em campo.

O Arsenal perdeu dois jogadores logo no início por problemas físicos (Xhaka e Pablo Marí). Com o City, o problema foi mais casual, porém aparentemente mais grave: o zagueiro Eric García levou a pior ao ser atropelado por Ederson numa saída de área do brasileiro. Ele ficou alguns minutos recebendo atendimento no gramado até ser retirado de maca.

O Arsenal visita o Brighton no sábado, às 11h (de Brasília). O City só joga na segunda-feira, às 16h, contra o Burnley, novamente em casa.

Globo Esporte

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré