Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Hamilton volta a guiar Mercedes em Silverstone após hiato causado por pandemia de coronavírus

(Foto: Steve Etherington)


Como parte dos dois dias de testes da Mercedes mirando o retorno da F1 e a adaptação aos novos protocolos de saúde, hoje foi a vez de Lewis Hamilton assumir o cockpit do W09 em Silverstone após quatro meses de hiato por conta da pandemia de coronavírus. Bottas foi o responsável por abrir os trabalhos na terça-feira.

Os dois dias de atividades da equipe alemã servem para entender como trabalhar no esquema conhecido como "novo normal" da F1. Nas fotos publicadas pela própria equipe é possível ver os membros do time com máscaras, incluindo Lewis Hamilton. Essa é uma das medidas que devem ser seguidas quando o campeonato começar em 5 de julho na Áustria (confira as outras).

Ainda na terça, a equipe detalhou alguns dos protocolos de saúde adotados para os dois dias de testes em no circuito britânico.

- A saúde e segurança do nosso time é nossa prioridade. E é por isso que estamos testando nossos protocolos hoje em Silverstone. Todos os membros do time presentes hoje testaram negativo para Covid-19. Também estamos usando máscaras e higienizando as mãos.

Até o chefe da equipe, Toto Wolff, estava com os equipamentos de proteção necessários. Wolff falou sobre a esperada volta da F1 e o calendário inicial, que inclui duas rodadas triplas.

- Agora sabemos que realmente voltaremos a correr nos próximos meses. Temos um calendário europeu sólido e todos nas fábricas de Brackley e Brixworth estão felizes com esse retorno às pistas. Sentimos falta da competição, algo que amamos. Sabemos que será um desafio. Estamos cientes disso, mas devemos aos fãs corridas e um bom show. Será pesado com rodadas triplas, sem poder voltar para casa, mas essas são circunstâncias especiais.

Testes só com "carro velho"

Vale ressaltar que o regulamento não permite testes com os carros atuais durante a temporada. Contudo, o uso de modelos "velhos", ou seja, de no mínimo três temporadas para trás, é permitido. E o modelo escolhido pelo time foi o W09, o carro com o qual Hamilton foi pentacampeão em 2018. Portanto, tudo dentro das normas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Ainda de acordo com o regulamento, os carros precisam ter as mesmas especificações que tinham no ano em que disputaram o campeonato, além de pneus feitos especialmente para testes (para que o time não se beneficie de informações obtidas nos treinos). A equipe precisará seguir os procedimentos comuns a esse tipo de teste, informar a FIA sobre os carros usados, os pilotos, a natureza do teste, o tempo de duração e o propósito do experimento.

Site da F1 diz que Ferrari também realizará teste

Segundo o site oficial da categoria, a Ferrari também realizará o mesmo tipo de treino nas próximas semanas. Ainda não se sabe data e loca, mas a probabilidade é que seja em alguma pista da marca na Itália, como Fiorano ou Mugello.

Globo Esporte

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré