Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Pablo Marí pode passar por cirurgia e vai perder resto da temporada com o Arsenal

(Foto: Reuters)


Contratado no início de 2020 por empréstimo pelo Arsenal, o zagueiro espanhol Pablo Marí vai perder o restante da temporada do clube. A informação foi publicada pelo jornalista David Ornstein, do "The Athletic". Ele teve uma lesão no ligamento do tendão do tornozelo esquerdo durante a derrota por 3 a 0 da equipe de Londres para o Manchester City na última quarta feira, e talvez passe por cirurgia. O Arsenal ainda não comunicou a situação clínica do zagueiro.

- O Arsenal perdeu Pablo Marí pelo restante da temporada com uma séria lesão de ligamento no tendão do tornozelo sofrida na derrota para o Manchester City, talvez precise de cirurgia - publicou o jornalista.

Depois da partida contra o Manchester City, o treinador do Arsenal, Mikel Arteta, disse que a lesão de Marí "não parecia nada boa", e que ele estava recebendo os cuidados dos médicos do clube.

A negociação do Flamengo com o Arsenal prevê compra ao término do contrato de empréstimo, em 30 de junho. Os ingleses já desembolsaram cerca de R$ 24 milhões pela cessão do espanhol até o fim do semestre. A expectativa é de que paguem mais 10 milhões de euros (R$ 56 mi na cotação atual) pela aquisição em definitivo na sequência.

Marí deixou boa impressão nas únicas duas partidas realizadas pelo time principal do Arsenal (entrou em campo ainda duas vezes pelo Sub-23) antes da pandemia. Na volta, foi titular de Arteta contra o Manchester City, deixando David Luiz no banco, até sofrer a lesão no tornozelo. No Flamengo, a percepção é de que nada muda em relação ao acordo inicial.

Marí chegou aos "Gunners", como é conhecido o time inglês, para melhorar o setor defensivo, alvo de muitas críticas dos torcedores. Em 29 jogos do Campeonato Inglês, o Arsenal levou 39 gols. Além do espanhol, o time conta com David Luiz, Sokratis e Mustafi para a posição.

Em maio, ele reforçou o desejo de seguir no Arsenal ao fim do empréstimo, em entrevista para o jornal britânico "The Guardian".

- Meu momento chegou. A chance de assinar por quatro anos é uma oportunidade que acho que eu conquistei. É a hora. Eu gosto da ideia de não rodar por aí mais e mais”, diz o zagueiro, de 26 anos. Se eu tiver (que mudar de clube novamente), eu farei até o fim da minha carreira. Mas acho que eu encontrei um clube para fincar raízes.

Resta cerca mais de um mês para o fim do Campeonato Inglês. O Arsenal está na nona colocação e ainda sonha com uma classificação para competições europeias. O time tem cinco pontos a menos que o Manchester United, quinto colocado e atualmente o último clube com vaga para a Liga Europa.

Globo Esporte

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré