Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

Samu nega que equipe tenha sido ameaçada de entrar no Orgulho do Madeira; Sesdec diz que fez reuniões



Não é verdade que uma equipe do Samu teria sido ameaçada por supostos membros de uma facção criminosa, durante o atendimento de um chamado no condomínio Orgulho do Madeira, na Zona Leste da Capital. A garantia é da Superintendência de Comunicação da Prefeitura de Porto Velho.

As supostas ameaças teriam acontecido há cerca de uma semana, quando tentavam atender um paciente. De acordo com relatos na imprensa local, os servidores teriam que desligar luzes e não ligar sirenes.

Em resposta, a Prefeitura informou que, segundo a direção do Samu, uma reunião foi realizada junto com a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e não foi constatado registro de denúncia sobre o assunto em questão. “Portanto, a informação não procede”, afirmou o município.

Mais cedo, a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, (Sesdec) informou ao jornal, que segundo relatos dos servidores do Samu, criminosos se intitulando integrantes de facção criminosa teriam feito exigências, quando estes adentrarem no condomínio Orgulho do Madeira, onde os ameaçaram caso não obedecessem.

Ao tomar conhecimento da situação, a Sesdec informou que adotou as providências junto a Polícia Civil e Polícia Militar a fim de investigar o ocorrido.



Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré