Virtual Mamoré

Virtual Mamoré

GASTANDO MUITO: Marcos Rocha reserva R$ 635 mil para alimentação, cozinheiras e aluguel




Por todo o país, já circularam imagens de pessoas comprando ossos ou catando lixo em caminhões para se alimentarem. A crise e a fome chegaram muito rápidas para milhões de famílias, incluindo milhares em Rondônia.


Mas esses problemas passam bem distante da residência oficial (alugada) do governador do Estado, Marcos Rocha (União Brasil) e de sua esposa, Luana Rocha, que também é secretária estadual de Assistência Social, que teoricamente deveria dar apoio às famílias mais pobres.


Afinal, o casal e seus dois filhos têm reservados R$ 410 mil reais para alimentação (grãos, carnes e outros) por quatro anos (ou R$ 92.494,20 anuais, segundo o contrato firmado com a empresa Valys Comércio e Serviços).


Carne de cordeiro, bastante apreciada pelo governador, custa mais de R$ 75 o quilo.


Dinheiro de impostos, pagos por todos os rondonienses, desde os mais pobres aos mais ricos.


Ainda há um contrato exclusivo para hortifrutigranjeiros (frutas, verduras e legumes) que ainda levam mais R$ 18.580,40 por ano (cerca de R$ 1.548,36 por mês).


O Rondoniaovivo teve acesso à lista da família Rocha, incluindo as marcas dos produtos que têm que ser fornecidas. Todas de primeira linha e padronizadas.


Um dos exemplos: no mês de fevereiro de 2021, a residência oficial do Governo de Rondônia consumiu R$ 7.441,73 em alimentação.


Há itens como carne de cordeiro (que sai por R$ 75,70 o quilo), nozes (sem casca, com kg a R$ 47,70), quinoa, cookies e aveia.


Nozes sem casca também é um dos itens mais caros da lista da família Rocha: R$ 47,70 o quilo.


Os pedidos incluem quatro tipos de iogurte (de frutas vermelhas, natural, parcialmente desnatado e de polpa de frutas light), quatro tipos de queijos (minas frescal, muçarela, prato e parmesão ralado) e quatro tipos de leite (UHT integral e desnatado e em pó – desnatado e integral), entre tantas outras exigências.


Já na listagem dos hortifrutigranjeiros há especificações obrigatórias como peso da alface americana (menor que 450 gramas e sem manchas), cebola com diâmetro entre 51 e 70 mm, melancia sem sementes e três tipos de laranjas (Bahia, Pêra e lima).


Ainda há as frutas que muitos nunca viram de perto (ou só olharam e não podem comprar pelos preços): kiwi (que devem pesar entre 125 e 135 gramas cada), pêssego e ameixas (frescas) e caqui (com diâmetro de 7 a 8 centímetros), entre outras.



Fonte: Rondoniaovivo

Nenhum comentário

Mais no Virtual Mamoré